Sustentabilidade e Ambiente no Carnaval de Torres Vedras

As preocupações em torno de valores como a preservação do ambiente e a sustentabilidade são cada vez mais importantes para a organização do Carnaval de Torres Vedras. A edição deste ano dá continuidade à estratégia que tem vindo a ser implementada ao nível da gestão de resíduos e, simultaneamente, introduz novas práticas ambientais.

Em 2013, através do tema "Reciclagem", o evento apelou ao sentido de responsabilidade ambiental dos foliões enquanto assumia uma clara aposta na reciclagem dos resíduos produzidos.

O compromisso de reduzir o impacto ambiental foi reforçado a partir da edição de 2017, através da adesão à iniciativa Eco Evento Valorsul, uma iniciativa que proporciona formação e apoio para a gestão adequada de resíduos, disponibilizando uma contrapartida financeira calculada em função do desempenho ambiental do evento. Na edição de 2020, esta contrapartida será atribuída ao Centro de Acolhimento Temporário para Crianças em Risco (CAT) Renascer.

Dada a relevância destas questões, este ano, o "Carnaval mais português de Portugal" dá voz ao movimento "Loving the Planet", uma plataforma global de comunicação que promove a sustentabilidade em todos os setores da vida. Neste sentido, o seu representante, Eduardo Rego, foi convidado para Embaixador da Sustentabilidade no Carnaval de Torres Vedras.

Aproveitando as comemorações da Capital Verde Europeia - Lisboa 2020, a habitual ida a Lisboa do Carnaval de Torres Vedras associou-se às preocupações ambientais. Assim, no dia 15 de fevereiro, Lisboa acolheu a Real Embaixada Verde do Carnaval de Torres Vedras, uma comitiva que deu forma a um desfile em prol do ambiente. Foi ainda apresentado um carro alegórico "ecológico", sob o tema "Por um Planeta Verde", construído com peças já produzidas em edições anteriores e materiais reciclados.

 

Melhorar em cada edição rumo à sustentabilidade

Na edição deste ano, a sensibilização e educação ambiental vai ser reforçada com a produção e divulgação, no recinto do evento e nas redes sociais, de vídeos dedicados a esta temática. Será também disponibilizado um "Guia de Boas Práticas Ambientais" para bares, restaurantes e estabelecimentos inseridos no recinto, de forma a melhorar o seu desempenho ambiental.

Também nas redes sociais, o Carnaval de Torres Vedras associou-se pela primeira vez ao movimento #DeclareAção. Este movimento visa desafiar a sociedade a adotar comportamentos em prol de uma sociedade mais saudável e viável, utilizando as plataformas digitais e o seu potencial mobilizador como principal canal de convocação.

Em 2020, o Carnaval de Torres Vedras volta a apresentar o EcoCopo, um copo reutilizável que reduz a utilização de copos descartáveis, uma vez que apresenta um suporte para que seja transportado ao pescoço. O EcoCopo será vendido na loja de merchandising do Carnaval de Torres Vedras, na loja Torres Vedras e nos bares aderentes, pelo valor de um euro.

Os foliões também são convidados a contribuir para um Carnaval mais "verde", através da oferta de brindes oficiais em troca da entrega de copos de plástico de utilização única. Uma medida já implementada em anos anteriores que conta uma forte adesão, principalmente entre os mais jovens.

Nesta edição será também distribuída água dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Torres Vedras, em copos de papel, durante os corsos. Esta medida pretende sensibilizar os foliões para a sustentabilidade da água e afirmar a excelência da água fornecida pelos SMAS de Torres Vedras.

A construção dos carros alegóricos é dos processos criativos mais exigentes e complexos na organização do Carnaval de Torres Vedras. Neste âmbito, é de destacar a preocupação crescente com os compromissos ambientais recorrendo sempre que possível à reutilização de materiais de edições anteriores e à utilização de plásticos provenientes de desperdícios de estufas da região. Destaque ainda para os materiais reciclados na conceção dos cabeçudos e dos cocotes, bem como a utilização de tintas e vernizes de base aquosa.

A redução da poluição sonora associada à realização do evento também é tida em conta, através da realização de medições de ruído junto das habitações, da emissão de música em sentido contrário aos edifícios habitacionais, sempre que possível, e do controlo da potência das fontes sonoras.

Para além de ser um Eco Evento, o Carnaval de Torres Vedras associa-se à Novo Verde, Entidade Gestora de Resíduos de Embalagens, que assegura a presença de 15 "ecopontos humanos" que irão encarnar várias personagens enquadradas no tema "Magia & Fantasia". Os "ecopontos humanos" irão percorrer o recinto do evento, sob o mote "O Ambiente não é Fantasia: reciclar faz magia!"

O compromisso ambiental assumido pela organização do Carnaval de Torres Vedras não só se tem revelado constante, como tem tido resultados cada vez mais significativos. Na última edição foram recolhidas seletivamente e enviadas para reciclagem mais de 13 toneladas de resíduos, mais seis toneladas em comparação com a edição anterior, batendo o recorde de reciclagem do evento. O objetivo passa por continuar a reduzir o impacto ambiental, melhorando em cada edição rumo à sustentabilidade.